Atuação: Entenda a subárea Inventário, Manejo e Produção de Espécies da Fauna Silvestre Nativa e Exótica

Estipulado pelo GT Áreas de Atuação do Conselho Federal de Biologia (CFBio), o Parececer nº 24/2010 foi desenvolvido com o intuito de estabelecer com maior clareza e objetividade os limites de atuação do Biólogo. Integrante da área de Meio Ambiente e Biodiversidade, a subárea de Inventário, Manejo e Produção de Espécies da Fauna Silvestre Nativa e Exótica também está detalhada no documento.

Pesquisar, analisar e monitorar o crescimento e desenvolvimento de animais em criadouros e cativeiros é um dos itens especificados nas atividades da subárea, podendo ser realizado no trabalho dentro de zoológicos, por exemplo. A Bióloga Fernanda Ribeiro atuou por dois anos executando essas e outras demandas junto a uma equipe multidisciplinar, com foco principal no bem-estar animal e no atendimento ao público relacionado à educação ambiental De acordo com ela, o papel do profissional da Biologia é essencial para o bom funcionamento do local. “Hoje, zoológicos modernos estão sustentados por quatro pilares: educação, pesquisa científica, conservação e lazer. O Biólogo é extremamente responsável em manter esses locais sustentados por esses pilares”, destacou.

São muitos os obstáculos ao trabalhar com atividades que envolvem todos os grupos de animais e plantas, segundo Fernanda. Apesar de lidar com invertebrados e vertebrados, o maior desafio encontrado pela profissional foi o próprio ser humano. “Desfazer mitos, informar as pessoas, tentar ensinar que a espécie humana também faz parte da natureza e que o zoológico é uma coleção dessa natureza que nós apenas tentamos guardar e proteger para as gerações futuras”, encerrou.

Atuar em pesquisas, procedimentos, serviços em reprodução animal assistida e atuar na proposição de Políticas Públicas de conservação e uso sustentável dos recursos da fauna são outras atividades da subárea especificadas no Parecer. Para acessá-lo completo, clique aqui.

Imagem: Biólogo André Alberto Witt